sexta-feira, 23 de julho de 2010

Qual a sua cidade?

Recentemente li uma reportagem interessante falando sobre o titulo deste post.Na verdade era uma entrevista na revista VIDA SIMPLES do mês de julho do presente ano.O entrevistado era Richard Florida,professor de Administração e Criatividade na Escola de Administração Rotman, da Universidade de Toronto.Segundo ele, a questão da cidade é a principal questão que irá nortear nossas escolhas.Transcrevo aqui os 8 passos fundamentais para sabermos escolher qual cidade ideal para cada pessoa:


1.Conheça bem suas prioridades: determine o que é imprescindível para você.
2.Compare: faça uma relação entre a cidade em que vive e a que gostaria de morar,enumerando suas necessidades e vontades.
3.Faça sua lição de casa: pesquise tudo sobre o lugar- como é o mercado de trabalho, como vivem as pessoas que moram lá...
4.Pondere: esse lugar pode oferecer a você uma boa qualidade de vida?Tem um sistema de transporte publico eficiente?tente tirar o maior número de vantagens dele.
5.Confira o básico: esse lugar tem saúde básica e segurança,boa estrutura educacional e urbana?
6.Cheque os valores: o custo para viver nessa cidade está de acordo com seu orçamento?
7.Faça um balanço: há aspectos conflitantes no que você elencou em sua lista?Por exemplo: a cidade quase não tem transito,mas em compensação possui um péssimo sistema de saúde.
8.Visite os lugares e conheça in loco as ruas e pessoas de lá.

Agora, ficou mais fácil escolher sua cidade ideal!

Até mais

É bom uma charge de vez em quando...

Razões para amar o Brasil - CRISTO REDENTOR



Monumento de Jesus Cristo conhecido mundialmente localizado na cidade do Rio de Janeiro.Está localizado no Morro do Corcovado,a 709 metros acima do nível do mar.Foi inaugurado no ano de 1931.Por fazer parte do imaginário popular brasileiro, o Cristo Redentor é uma das razões para amar o Brasil.
Até mais

sexta-feira, 9 de julho de 2010

sábado, 3 de julho de 2010

Agora a torcida é pela ALEMANHA!!


Sem mais...

Vice de Serra quis punir quem dá esmola (por Brizola Neto, do “Tijolaço“)


Imagine uma senhora caminhando pela rua e se deparando com uma outra mulher, muito pobre, pedindo esmolas. Comovida pela situação, que nenhum de nós gostaria de ver alguém passar, a senhorinha abre a bolsa e oferece um trocado, sugerindo que o dinheiro seja usado para comprar um alimento para a criança. Mas eis que surge um guarda municipal, interpela a solidária senhora e avisa: a senhora está multada!

Pois foi exatamente isso que o vice “mauricinho” de José Serra propôs quando foi vereador no Rio de Janeiro. Em projeto de lei (nº 558), de 1997, obviamente rejeitado, Índio da Costa tentou proibir o ato de esmolar no município.

E como pretendia que o poder público proibisse o ato de esmolar? “Aquele que for apanhado esmolando, será recolhido a albergue ou centro de atendimento”. E “quem doar esmola pagará multa a ser definida pelo Poder Executivo”.

Se o mendigo ficasse lá, deitado na rua, sem pedir esmola, não seria atendido pelo poder público. Afinal, a lei previa que fosse recolhido para albergue aquele que fosse apanhado esmolando. E o cidadão compungido pela miséria humana ficava tolhido de tentar ajudar, mesmo que momentaneamente, aqueles que mais necessitam.

Na justificativa apresentada para seu edificante projeto, Índio da Costa afirmava que a mendicância vinha se acentuando a cada dia, com “famílias inteiras molestando os transeuntes com pedidos insistentes e até ameaçadores”.


O jovem vereador, externando desde cedo sua ideologia de direita, tachava a mendicância de “vício” e dizia que “tais indivíduos fazem desse ato sua profissão.”

A Índio não interessava as causas da pobreza e a desestruturação que provoca em famílias inteiras. Como uma Sandra Cavalcanti de calças curtas, devia, no fundo, sonhar com um tempo onde a indiferença dos governos permitiu acontecerem monstruosidades como aquelas do Rio da Guarda. Não se dá conta que essa enorme quantidade de pessoas em situação limite foi acumulada em décadas de estagnação econômica que, além de eliminar o emprego, tirou de muita gente a fé no trabalho como ferramenta de uma vida digna. Décadas num país que crescia a taxas ínfimas, comandado por uma coligação entre seu partido e os tucanos.

Seu projeto reacionário teve vida curta, assim como sua irresponsável candidatura a vice-presidente, que termina derrotada em quatro meses, se é que sobrevive até lá.

Retirado do Blog do Brizola Neto

O HEXA ficou para 2014!


           
                Depois de um jogo truncado contra a Holanda, e de levar dois gols inaceitáveis em Copa do Mundo, o Brasil ficou fora da Copa da África do Sul. Dunga com seu “time de coerência” não conseguiu mudar o estilo de jogo do time quando era necessário,além dos jogadores não terem suportados a dor de levar o gol da virada.Futebol é isso mesmo, uma caixinha de surpresa...Agora é esperar 2014 no Brasil,eu vou estar com 25 anos e o time canarinho irá mais uma vez em busca do hexacampeonato mundial!
Até mais